Dezembro 20 2010

Anjinho,

Não consigo apagar o sabor da dor na minha boca, o aperto na garganta.

Quando fecho os olhos aquela imagem sem cor que me sufoca, não consigo respirar mergulhada nas lágrimas que esta partida me provoca.

Penso em ti, no poder da saudade no meu peito que me desfaz, me mói por dentro, chamo-te peço que acabes com isto, que apagues lentamente tudo que ainda resta...não suporto este acumular de feridas que não saram, que não sangram, que me matam.

Doi  o meu peito de tanto chorar, de implorar...

Ajuda-me a adormecer Anjinho, porque sempre que fecho os olhos me perco na dor...ajuda-me.

publicado por Angelique Barros às 21:13

Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


favoritos

Anjo

links
pesquisar
 
Online
blogs SAPO